h1

Guilda do Macaco – 1ª Temporada (crítica)

14/03/2016

Se tem crítica de filme, seriado, quadrinhos, música por que não de streaming?

– Eu para comigo mesmo.

maxresdefault

Guilda do Macaco Caolho – 1ª temporada (crítica)

Como jogador que acompanha os lançamentos da Linha Tormenta para RPG e suas outras publicações: HQ’s, livros, vídeo games, etc. Não passei em branco na mais nova iniciativa da franquia que foi suas sessões oficiais de RPG em streaming, no canal do Macaco Caolho no hitbox.tv.

Gostei muito da idéia e torço pelo seu sucesso como um veículo para divulgar e atrair mais interessados ao hobby, especialmente para a Linha Tormenta. Como sou um jogador bem casual, com duas ou três sessões por ano, poder assistir uma sessão de Tormenta é gratificante, mata um pouquinho do desejo de estar lá.

Foi notável ao longo das sessões a melhora da qualidade da transmissão, no início mais enrolada, parecia que a aventura não se desenvolvia muito, provavelmente pelas adequações que o mestre e os jogadores estavam passando tipo jogar através da webcam (com menos espaço para o mestre se expressar), aprender a interagir com Roll20 e até com o sistema propriamente dito, que apesar das semelhanças com o D&D têm suas particularidades. Já no fim esses pequenos problemas não incomodavam mais e a sessão fluía com mais naturalidade.

A trama também era interessante e tinha um gostinho a mais por ela passar a ser canônica para o cenário – algo que particularmente não me importo muito, mas que parece ser importante para uma galera nas discussões nerds dos dias de hoje – uma boa idéia para dar mais peso a história.

Para você que ainda não assistiu as stremings vou fazer um brevíssimo resumo aqui.

 

“Um grupo de aventureiros é passado para trás por um mercador anão pilantra e vai parar preso nos calabouços de uma antiga fortaleza anã. Agora dominada por minotauros e enquanto arquitetam sua fuga (e tentam recuperar seus pertences) se vêem num conflito entre minotauros, orc’s, estranhos magos dominados por uma praga coral e por nuvens rubras que chovem os demônios dos demônios.”

 

Pois é, tava feio o negócio para os nossos protagonistas. Para ver a conclusão dessa loucura toda eu sugiro que assista no canal da Jambô Editora lá no youtube.

O streaming foi bem legal, acho que agradou o público, espero que tenha agradado aos produtores também (mestre, jogadores e a Jambo Editora) e segundo o pessoal da própria stream esse ano ainda sai a segunda temporada, com novos personagens e jogadores também.

Recomendo!

 

Mas nem só de flores foi trilhado a caminho desta primeira temporada, então fica aqui algumas ideias que gostaria de compartilhar:

 

Os personagens são os protagonistas: sei que o streaming do Macaco Caolho teve como influência a galera da Critical Role (um grupo de atores que também faz streaming RPG), mas como a galera da Guilda não são de atores eu preferiria que a sessão estivesse mais focada na imagem dos personagens e curtir o som da voz dos jogadores. Como fã dos nerdcasts de RPG acho que esse é um dos pontos fortes do formato, os jogadores falam e a minha imaginação completa a performance dos personagens.

Nas vezes que perdia a stream e tinha que acompanhar a sessão pelo youtube deixava uma aba aberta com a arte dos fãs para visualizar melhor os personagens e só mudava para visualizar os mapas ou imagens dos NPC’s, ou objetos que o mestre apresentava. Pra mim criava mais empatia com os personagens, além de desobrigar os jogadores a botar a carga dramática (tento em vista que nem todo mundo é um Azecos da vida).

 

Subscribe: curti a ideia dos sorteios e deles serem realizados no final (pra segurar mais a galera), mas acho que deveria ter mais incentivos nesta segunda temporada para os subscribe. Como sorteios exclusivos ou abrir enquetes secretas para eles interferirem na história – acharia massa. E outra, mesmo não sendo subscribe gostaria que as streamings levassem mais tempo para ir pro youtube. Teve uma vez que levou umas 2 semanas pra aparecer no youtube e eu tinha perdido a stream, essa foi a única vez que, mesmo ferrado de grana como estou – e quem não? – eu pensei em assinar. Valoriza quem vê a stream, valoriza o subscribe (que eu acho que pode ver outra hora pelo hitbox) e incentiva a galera que ainda não fez nenhuma dessas duas coisas.

 

Chat: o chat dá um sabor especial, a galera dá sugestões, confere regras e muitas vezes fica viajando lá sobre o que está acontecendo no jogo. Uma vez cheguei mais tarde na stream e o pessoal do chat me explicou tudo que tinha acontecido, foi bem legal. Seria legal que o chat interferisse mais no jogo, tipo o mestre abrindo uma enquête secreta, sem que os jogadores vissem.

Exemplo: os jogadores encontrarão uma armadilha vote (A) alçapão; (B) virote envenenado; (C) estacas saindo do teto; (D) monstro errante e (E) nada acontece. Daria um poder ativo para o chat interferir no jogo, várias dessas ia manter presa a atenção da galera ao longo da sessão e acredito que pegaria o não assinante do canal.

 

Desenrolar da sessão: os combates são legais para quem joga, pra mim como espectador o desenrolar da trama é a parte mais legal. Os personagens interagindo entre si ou com os NPC’s. O tipo de aventura que o mestre escolheu também não ajudou, exploração de masmorra, mas já que vai ter luta podia ser mais o grupo contra um ou dois adversários e não grupo contra grupo.

Outra coisa, de vez em quanto eu queria que alguns jogadores entrassem num modo de combate pra luta ir mais rápido, as vezes alguns jogadores se enrolavam  e tirava um pouco do senso de urgência e perigo que uma luta tem. Acho que num esquema mais sandbox funcionaria melhor, lutas mais curtas (e mais mortais) e mais roleplay.

 

Esses foram os pontos que mais me chamaram a atenção, tomara que a segunda temporada possa ser ainda melhor!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: