Archive for the ‘Regras da Casa’ Category

h1

Regras da Casa – classe Mago (Tormenta RPG)

10/04/2017

Peregrino

O grupo de aventureiros finalmente chegou no fim do calabouço, venceu o último desafio e agora é hora de se regozijar nos tesouros. Depois de encherem suas mochilas com jóias, moedas de ouro e novos itens mágicos o grupo está pronto para partir, com exceção do mago que continua revirando os tesouros e até então não havia reunido nada para si.

  • Vamos Adrian, está na hora de partir. Aqueles orc’s logo vão voltar com reforços – chama o guerreiro líder.

  • Ainda não Hank, ainda não achei o que vim encontrar aqui – responde o mago sem desviar a atenção.

  • O QUÊ?! O Adrian não pegou nada? Bora rapaz! Pegue qualquer coisa, aqui está cheio de tesouros, é só fechar os olhos e enfiar na mochila – braveja Brennerim, o anão, indignado.

  • Desculpe amigo anão, mas há tesouros muito maiores que pedras brilhantes e círculos de metal dourado – mais uma vez o mago respondeu quase no automático enquanto revirava baús, pedras preciosas e outros objetos de imenso valor.

  • Rá! Tolos humanos, o que pode ser mais valioso que um diamante do tamanho do meu punho? – devolve Brennerim se dando como vencedor da discussão.

Concentrado em sua busca, Adrian se isola das frivolidades e a ignorância típica do amigo anão. Os tombores da tribo orc voltam a soar alto pelos ecos da caverna, problemas se apresentam a vista. O restante do grupo, já exausto depois de tantas lutas para chegar até ali, estava partindo deixando o imprudente, talvez enlouquecido, mago. Já quase desistindo e ciente de que ficaria para trás Adrian faz suas últimas tentativas quando sua mão bate em algo diferente.

Não era frio como as moedas e pedras preciosas, não era feito de madeira como os muitos baús que se encontravam espalhados pelo imenso tesouro e definitivamente não era um espada ou escudo. Era retangular, sua área externa era de couro, e apesar de parecer frágil ao mesmo tempo erapesado como um bloco de madeira, mas era no seu interior que as pontas dos dedos de Adrian identificaram o tesouro que ele finalmente encontrara, era papel! Adrian encontrara um livro! Um livro de magias de um grande arquimago.

  • Ah, meu caro amigo anão eu acabo de encontrar um tesouro que vale por uma vida inteira! – Adrian falando baixo, quase para si mesmo enquanto seus olhos faiscavam de satisfação.

Read the rest of this entry ?

Anúncios